Prefeito assina decreto que implementa Patrulha Maria da Penha
Autor: Texto e Fotos: Felipe Ferreira

Com o objetivo de reforçar o compromisso da administração municipal de valorizar, proteger e resguardar os direitos da mulher em Piracicaba, o prefeito Barjas Negri assinou na manhã desta sexta-feira, 8 de março, o decreto que formaliza a Patrulha Maria da Penha no município. O serviço é executado desde fevereiro de 2017 pela Guarda Civil, que dispõe de viaturas e contingente específico para o patrulhamento. A assinatura do decreto ocorreu durante solenidade alusiva ao Dia Internacional da Mulher, na sede da Guarda Civil, pela manhã.

O serviço é executado desde fevereiro de 2017 pela Guarda Civil, que dispõe de viaturas e contingente específico para o patrulhamento

Desde a implementação a Patrulha Maria da Penha recebeu 705 medidas protetivas, realizou 17.080 rondas e prendeu 22 agressores em flagrante. “A implantação da Patrulha Maria da Penha em Piracicaba garante que as mulheres vítimas de violência se sintam  mais seguras para denunciar seus agressores porque elas sabem que terão um serviço exclusivo de proteção. Por dia, a GC recebe aproximadamente 30 medidas protetivas”, ressalta o prefeito Barjas Negri.

Na solenidade o prefeito enalteceu a presença feminina no serviço público e destacou a participação das mulheres na Administração 

Durante a solenidade pelo Dia da Mulher o prefeito também enalteceu a presença feminina no serviço público e destacou a participação das mulheres na Administração Municipal. “As mulheres são naturalmente dotadas do equilíbrio, sensatez e sagacidade ímpares, o que tem grande relevância para o bom andamento da máquina pública. Ao montar a equipe de governo selecionei profissionais de alto nível e estou certo de que as mulheres estão bem representadas em nossa administração”, afirmou. Integram o primeiro escalão de governo as secretárias Rosângela Camolese (SemacTur), Angela Jorge Corrêa (Educação), Eliete Nunes (Smads) e Lucineide Maciel (Guarda Civil).

Os guardas-civis, antes de ingressarem nesse grupamento, passaram por treinamentos específicos para o trabalho

 

PATRULHA – A atuação da Patrulha consiste no acompanhamento das medidas protetivas que determinam que os agressores mantenham distância da vítima, não ultrapassando um limite mínimo de aproximação. Cabe à equipe da Patrulha Maria da Penha, formada por oito guardas, monitorar essas vítimas 24 horas, em horários e dias alternados. A ronda dos patrulheiros consiste em evitar que os agressores descumpram as medidas protetivas e ameacem ou agridam a vítima. Os guardas-civis, antes de ingressarem nesse grupamento, passaram por treinamentos específicos, capacitando exclusivamente para o trabalho.

Denúncias de violência contra a mulher podem ser feitas pelos seguintes canais: Guarda Civil (153), plantão 24 horas, Central de Atendimento à Mulher em situação de Violência (180) e Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), na rua Alferes José Caetano, 1.018, telefone 3433-5878.

 

‹ voltar
ESTATÍSTICAS GCM

Acompanhe todas as ocorrências registradas pela Guarda Civil de Piracicaba

ACESSAR